Prevent Senior inaugura Hospital Sancta Maggiore do Itaim

Compartilhe este artigo!

A Prevent Senior inaugura sua mais nova unidade do Hospital Sancta Maggiore, o Hospital Sancta Maggiore Itaim.

hospital sancta maggiore itaim2 Prevent Senior inaugura Hospital Sancta Maggiore do Itaim

Tivemos acesso a mais nova unidade do Hospital Sancta Maggiore, onde fizemos um pequeno Tur,  em companhia da enfermeira chefe, que por sinal foi extremamente atenciosa e nos mostrou tudo que a mais nova unidade traz para seus associados, ela esta completa, composta por 11 andares, com 54 vagas em enfermaria, 30 vagas em apartamento, 22 leitos de UTI, 3 centros cirúrgicos, equipamentos novos e modernos da mais alta qualidade centro de diagnostico no próprio hospital o que facilita muito para os associados, que não precisam se deslocar para outro local para fazer exames.

Tivemos conversando com um associado da Prevent Senior, o  Sr. Otavio Filho, que nos falou um pouco sobre o atendimento da Prevent Senior e o que ele espera dessa nova unidade. “A Prevent Senior tem um atendimento fora de serie é claro que não é o melhor plano de saúde do mundo, mais em questão de atendimento e qualidade não tenho o que reclamar os médicos, as enfermeiras e os prestadores de serviços seguem um padrão de atendimento diferenciado, não adianta, pois, para trabalhar com idosos tem que ter muita paciência e isso posso garantir que eles têm e muito, espero que nessa nova unidade também seja assim.”

Enquanto uns inauguram hospitais e centro clínicos, outros abrem falência e deixam seus associados sem opção, esse foi o caso dos nossos colegas da Terceira Idade, que eram associados da Samcil Planos de Saúde e Serma Saúde, onde tiveram seus atendimento assumidos pela Greenline, um plano de saúde com perfil igual ou inferior a Samcil e Serma

Com os problemas enfrentados por outras operadoras, muitos associados com mais de 50 anos estão migrando para Prevent Senior, Dona Lourdes Aparecida, diz: “Quando fiquei sabendo que a carteira de cliente da Samcil, plano de saúde do qual meus pais faziam parte seria vendida a outro plano de saúde, logo pesquisei e descobri que o plano de saúde da Greenline (plano que adquiriu carteira de cliente da Samcil) não tinha rede credenciada próximo a minha residência, acabei descobrindo a Prevent Senior e assim optei por ela para ser o novo plano de saúde de meus pais”.

Por: Cristiano Santos

Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment

Clientes Samcil e Serma não tem atendimento na Greeline

green line1 Clientes Samcil e Serma não tem atendimento na Greeline

Ex-clientes da Samcil e Serma, com problemas para conseguir atendimento em seus antigos planos de saúde, não estão aliviados com a compra das empresas pela Greenline. Desde 4 de maio, pelo menos 210 pessoas não conseguem marcar consultas e exames por meio da central de agendamento.

Das 700 ligações relacionadas à Greenline recebidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) neste mês, 300 eram queixas, sendo que 70% são dos novos clientes que não conseguem dar continuidade aos tratamentos e agendar consultas.

O exame oftalmológico de Eugenio de Souza Pereira Neto deveria ter sido feito ontem, mas por conta da falta de orientação da Greenline, o aposentado que sofre de catarata perdeu a avaliação. “Mandei um e-mail à empresa no dia 12, pedindo orientação para o exame que eu tinha marcado para hoje (ontem) e não recebi resposta.” Sem previsão para ser atendido, ele marcou uma consulta para julho em um hospital público.

A bancária Rogelia Lens Perez precisa de um ortopedista, mas não teve resposta da operadora. Ela diz que continua a pagar o plano apenas para ter um “hospital’ onde cair”.

Os clientes antigos da Greenline também sofrem. Conveniada há dois anos e meio, Daniela Carvalho, que está grávida, saiu de São Bernardo do Campo no sábado passado para ir ao ginecologista na Mooca, em hospital próprio da Greenline. Mas não havia médico especializado para atendê-la. Daniela ressalta que o problema com atendimento não é de hoje.

De todas as reclamações, a ANS não constatou recusa de atendimento. Leila Cordeiro, diretora de atendimento do Procon, diz que o órgão acompanha a transição e que em caso de negativa, vai cobrar medidas da Greenline.

Segundo a operadora, “a eventual dificuldade de atendimento nos telefones de marcação de consultas pode ser, provisoriamente, contornada por meio do agendamento via telefone diretamente com as unidades credenciadas.

Fonte: Jornal da Tarde

Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , | 4 Comments

Samcil e Serma X Greenline

Samcil recebeu um prazo para efetuar a venda das carteiras de associados, tanto da Samcil quanto da Serma.

Quando os associados da Samcil e Serma receberam a noticia que a ANS tinha determinado um prazo para Samcil vender sua carteira de clientes, muitos pensaram: 

Fim do sofrimento!!! Será??? 

ANS aprovou a compra da carteira de cliente a empresa Greenline, e a mesma passou a atender os clientes da Samcil e da Serma.

Porem vem à grande pergunta será que ela tem condição para isso? Uma empresa que tem aproximadamente 300 mil associados, a qual, um tempo atrás, em uma pesquisa de qualidade de plano de saúde ela ficava abaixo da Samcil em reclamações, não terá condições de prestar o atendimento que por lei os associados da Samcil têm, se com esse numero de associados à Greenline tem muitas reclamações, imagina agora que somando a carteira de cliente dela e da Samcil chega a mais de 500 mil associados, no primeiro dia com a nova carteira a empresa não teve condições de atender as ligações nem de dar suporte a inúmeros problemas apresentados pelos ex-associados da Samcil. 

No grande ABC, também varias reclamações, pois a Greenline não tem hospital no ABC, lembrando que a grande maioria dos associados da Samcil era do ABC, aonde a mesma começou seu trabalho.   

Os associados querem saber, como se aprova a compra de uma carteira de cliente para uma empresa que tem o mesmo perfil da Samcil, essa compra deveria ser feita por um plano de saúde com capacidade para dar atendimento de qualidade, mais o que os associados estão vendo, é que vai continuar tudo do mesmo jeito, sem atendimento e com longa fila de espera.

Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , , , , , | 7 Comments

Greenline e Samcil apresentam o mesmo perfil

Falta de especialistas, de hospitais e muitas reclamações no Procon. Esse é o perfil da empresa Greenline no Grande ABC.

greenline logo1 e1304807129501 Greenline e Samcil apresentam o mesmo perfil
Apesar de ter feito oferta para adquirir as cerca de 210 mil vidas da Samcil, as duas operadoras têm exatamente os mesmos problemas, de acordo com ranking da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar).

Na avaliação do IDSS (Índice de Desempenho da Saúde Suplementar), as duas companhias têm nota de 0,40 até 0,59 em indicador que vai de zero até um. A saúde financeira das duas também é motivo de alerta, segundo os dados disponíveis no site da entidade referentes ao ano de 2009.

“É preciso ter em mente que o estudo de 2010 ainda não está disponível e tudo pode ter mudado no período. Quando for avaliar a oferta, são os números do ano passado que serão considerados”, destaca o especialista em saúde suplementar José Luiz Toro.

No entanto, a diretora do Procon de Santo André, Ana Paula Satcheki, não é tão cautelosa na hora de expressar sua opinião. Segundo ela, caso a ANS aprove a venda estará “trocando seis por meia dúzia”. “Só neste ano tivemos 20 reclamações contra a Greenline feitas na entidade, número muito parecido com o que a Samcil registrou. Mas há de se justificar que a Samcil está passando por processo de falência e a Greenline está fechando uma compra”, adverte.

A Greenline é o plano de saúde dos servidores de São Bernardo. Mas, segundo o presidente do SindServ/SBC (Sindicato dos Servidores Públicos de São Bernardo), Carlos Roberto da Silva, o Ketu, a utilização do convênio da Greenline entre os servidores tem sido um dos principais motivos de discussão junto à administração municipal. “Não temos especialistas disponíveis no Grande ABC. Se for preciso uma internação, o cliente tem de ir para São Paulo. Eu desejo sorte para os clientes Samcil que vão acabar nesta operadora”, diz.

Em sua página na internet a Greenline declara três hospitais próprios – todos na Capital – e dois centros médicos, um no Grande ABC, além de um pronto atendimento em São Bernardo. A operadora relata ainda “possuir mais de 1.000 pontos de atendimento”.

Segundo a ANS, a empresa tem 326.081 vidas e, com a aquisição da carteira da Samcil, passaria a representar 500 mil pessoas e pularia de operadora de médio para grande porte pelas regras da agência.

“É preciso investir. É preciso estar preparado para atender essa demanda e ter uma estrutura administrativa que absorva isso”, diz Toro. “Mas pelas normas da ANS, o que deve ser levado em consideração é se ela tem uma rede compatível de atendimento. Não é simples, por outro lado, para o consumidor, é melhor que a ANS consiga encontrar alguém que queira o grupo porque o leilão seria muito mais complicado”, conclui.

ANS dará parecer sobre operação ainda nesta semana

O fechamento das portas de boa parte dos hospitais da Samcil e as sérias dificuldades financeiras do grupo devem fazer com que a ANS acelere o parecer sobre a venda da carteira de clientes do grupo para a Greenline. O fato de nenhuma outra operadora ter se interessado sobre as vidas também deve pesar favoravelmente ao grupo paulista.

Em nota, a ANS afirma que “está analisando a documentação enviada pela Greenline para se manifestar quanto à negociação”, mas a expectativa é de que até amanhã a resposta oficial seja divulgada.

Apesar de já ter confirmado em nota pública o interesse pelos clientes da Samcil, a Greenline não deu qualquer informação ao público sobre investimentos a serem feitos ou valor da negociação.

Paula Cabrera
Do Diário do Grande ABC

Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , | 7 Comments

Classes Laboriosas também passa por dificuldades financeiras

Classes Laboriosas passa por dificuldades financeiras e pacientes foram despejados de hospital.

Se não bastasse os associados da Samcil, não terem atendimento por causa das dívidas da operadora, os associados do Plano de Saúde Classes Laboriosas, que estavam internados nesta quinta-feira (21) no Complexo Hospitalar Paulista, na consolação, no centro de São Paulo, foram transferidos para outro hospital.

O prédio onde os pacientes estavam internados foi desocupado depois que o proprietário do imóvel chegou com oficial de justiça e uma liminar, exigindo a desocupação imediata do prédio por falta de pagamento do aluguel.

clip image002 Classes Laboriosas também passa por dificuldades financeirasOs associados reclamaram que não tiveram outra opção, a não ser este hospital, que tem vários andares vazios, que tem aparência de estar abandonado. A grande maioria dos associados do Classes Laboriosas é idosa, o que fazer?

Essa e a pergunta que a grande maioria dos associados estão se fazendo, mais uma vez esta claro que as pessoas mesmo pagando enfrentam dificuldade na área da saúde, as operadoras de planos de saúde não estão nem ai para seus associados e nossos idosos não tem para quem recorrer.

Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , | 2 Comments

ANS estabelece prazo para Samcil vender carteira

Se até sexta-feira a carteira não tiver sido negociada, a Agência convocará operadoras de Planos de Saúde interessadas nos beneficiários da operadora

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) determinou prazo até a próxima sexta-feira (29) para que a Samcil negocie sua carteira de beneficiários. Desde janeiro deste ano, a Samcil está em regime especial de Direção Fiscal, sendo acompanhada por um profissional nomeado pela ANS em razão de graves problemas econômico-financeiros.

No último mês, a operadora fechou a porta do hospital Panamericano, o principal do grupo, localizado em São Paulo. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, estima-se que cerca de 90% da rede credenciada tenha cancelado o atendimento por falta de pagamento.

A diretoria colegiada da ANS determinou a alienação da totalidade da carteira de beneficiários da Samcil, dando prazo de cinco dias. Se ao final desse período a carteira não tiver sido negociada, a ANS fará uma oferta pública, convocando operadoras interessadas em ofertar propostas de novos contratos aos beneficiários da Samcil.

De acordo com comunicado da ANS, para adquirir a carteira da Samcil, a operadora deverá:

  • possuir situação econômico-financeira saudável

  • manter integralmente as condições dos contratos sem quaisquer restrições de direitos ou prejuízos aos beneficiários

Os beneficiários devem manter o pagamento de seus boletos para que garantam o direito à migração para uma nova operadora. A ANS também poderá instituir a portabilidade especial de carências para todos os beneficiários da Samcil no caso de não aparecerem empresas interessadas em adquirir a carteira. A medida visa manter a assistência e garantir o atendimento aos beneficiários.

Atualmente, a Samcil tem 193.641 beneficiários fortemente concentrados no Estado de São Paulo.

por Saúde Business Web 27/04/2011

Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 Comment

Idec quer que ANS garanta assistência à saúde de consumidores da Samcil

SÃO PAULO – O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) quer que a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) garanta o acesso à assistência à saúde contratada aos consumidores da Samcil.

De acordo com o Instituto, a operadora, cujas dívidas superam R$ 70 milhões, estaria desde o início do ano sob intervenção da Agência, tendo fechado, no início do mês, o último hospital onde ainda realizava atendimentos na região do Grande ABC paulista – Hospital Maternidade Mauá.

Além disso, por conta da falta de pagamento, muitos prestadores estariam se descredenciando da operadora, contribuindo para que os usuários enfrentem dificuldades para acessar os serviços de assistência a portabilidade especial.
O Idec enviou à ANS uma carta cobrando providências urgentes da Agência sobre o assunto.Para o Instituto, uma alternativa seria a portabilidade especial, na qual o usuário pode mudar de plano de saúde sem a necessidade de cumprir novas carências e sem as restrições da norma de portabilidade editada pela ANS. 

“Todas estas notícias causaram grande insegurança nos usuários da Samcil, o que impõe a pronta manifestação pública da ANS a respeito do caso, a fim de esclarecer qual a real situação da operadora em questão, bem como o que foi apurado e quais as medidas já tomadas no regime de direção fiscal instaurado desde o início do ano”, apontou o Idec no documento enviado à Agência.

Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comments

Pacientes agonizam após suicídio de dono da Samcil

Cerca de 200 mil conveniados não conseguem marcar consultas; principal hospital do plano, o Panamericano, em São Paulo, fechou as portas

panamericano1 Pacientes agonizam após suicídio de dono da Samcil Duas palavras resumem os serviços prestados neste momento pela Samcil, um dos planos de saúde mais antigos do País: descaso e negligência. Desde o último dia 4, quando o presidente do grupo, Luiz Roberto Silveira Pinto, de 74 anos, matou-se com um tiro no peito em São Paulo, os 198.721 clientes de um plano que já chegou a contabilizar mais de 700 mil agonizam junto com a operadora (leia mais sobre o suicídio).

Há dificuldades para marcar exames e passar por consultas. Laboratórios e médicos credenciados pararam de atender o plano por falta de pagamento pelos serviços. A empresa enfrenta problemas financeiros e, desde o início do ano, está sob intervenção branca da ANS (Agência Nacional de Saúde). Entre janeiro e fevereiro, a operadora perdeu cerca de 45 mil segurados. Um dia após a morte do empresário, na unidade praça da República (região central de São Paulo), clientes que tentavam reclamar recebiam um número de telefone, que diziam não funcionar. O atendimento pessoal havia sido cortado.

Em outras duas unidades da organização na terça-feira (12): os hospitais Panamericano, onde Silveira Pinto foi encontrado morto, e São Leopoldo. Quem chega no Pronto Socorro do Panamericano dá com a cara na porta, trancada desde a última sexta-feira. No local, um banner recomenda aos pacientes que se dirijam às unidades Vasco da Gama, no Belenzinho, ou ao Hospital e Maternidade São Leopoldo, em Santo Amaro. Segundo taxistas instalados num ponto em frente à unidade, as portas do prédio baixaram, na semana passada, sem mais explicações e não há, até o momento, qualquer previsão de que o hospital volte a funcionar. “Ontem [segunda-feira] vieram uns 100 [pacientes] tentando atendimento aqui, mas não tinha mais ninguém. Na sexta, eles já transferiram quem estava internado”, relatou o taxista Fábio Barreto.

Na manhã de terça-feira (12), o centro médico estava vazio e os consultórios entregues às moscas. Não havia médicos e nenhuma alma de jaleco transitava pelos corredores. Funcionários do hospital empacotavam equipamentos para bater em retirada. Até o dono da lanchonete do hospital estava encaixotando suas coisas. Um recepcionista da unidade forneceu à repórter o telefone da assessoria de imprensa da Samcil e não quis fornecer mais detalhes da situação.

Instalado no Alto de Pinheiros, área residencial da classe média alta paulistana, o Hospital Panamericano atende aos conveniados de um dos planos de saúde mais populares do Brasil. Agora, a alternativa para esta clientela é seguir para o hospital da rede “mais próximo”: o São Leopoldo, em Santo Amaro, zona sul da capital paulista. Para isso, tem de se valer de dois ônibus, gastando 1h30. Se optar por um táxi, a viagem é mais curta, mas o cidadão desembolsa, em média, R$ 40 pela viagem.

No São Leopoldo, a realidade é ainda mais dolorida para quem tem pressa. Na sala de espera das internações, um banner gigante comunica que desde 6 de abril, “por motivos de ordem técnica”, estão suspensos por prazo indeterminado o atendimento de nada menos do que 22 planos de saúde.

Após 20 minutos de espera, a repórter é atendida por Maurício Bianchi, gerente da unidade, que se apressa em dizer “não sei nada a respeito do Panamericano”, antes que fosse informado o motivo da visita. Questionado sobre o fluxo de pacientes, o gerente afirma que tudo caminha normalmente, que nada mudou desde o fechamento da unidade de Alto de Pinheiros e se nega veementemente a responder demais questões. Solicitamos um contato da diretoria do hospital, mas o funcionário afirma que ninguém está disponível.

No Pronto Socorro, uma fila de 50 pacientes espera para ser atendida por dois médicos, clínicos gerais. Uma recepcionista informa que o tempo de espera é de duas horas. A auxiliar administrativa Vanessa Guedes Pinheiro, de 28 anos, deixa o hospital de cadeira de rodas reclamando para a irmã que não atendem mais o seu convênio. “Estou com um problema nos rins, faz duas semanas, sinto muita dor, mas aqui é esse descaso no atendimento. Me mandaram procurar o hospital da Intermédica, na [Avenida] João Dias”, conta.

O jovem Anderson Ricardo aguarda do lado de fora o atendimento da irmã Adriane, de 31, que sofre de Erisipela – processo infeccioso cutâneo causado por uma bactéria que se propaga pelos vasos linfáticos. Ela está em busca de atendimento desde segunda-feira (11). “Ontem (11), fomos ao Panamericano e mandaram a gente vir aqui. Mas aqui não tem ortopedista. No plano dela [Samcil], falava que este hospital também atendia a especialidade, mas chegando aqui disseram que era só com agendamento e demora de dois a três meses para surgir uma vaga”, disse.

Zilda Aparecida Giraldo, de 47, diz que sempre ouviu falar mal da unidade São Leopoldo. “Aqui eu não volto mais”. Acompanhando a mãe, Fidelma Giraldo, de 70, que tem dificuldade em se locomover por problemas no nervo ciático, ela reclama que está há duas horas e meia na sala de espera sem atendimento. “Só vejo gente saindo de lá de dentro xingando. Nem medicação mais estão aplicando”, conta. Zilda e a mãe são clientes da Samcil há cerca de um ano e já colecionam uma série de problemas com a operadora. “Uma vez, minha mãe precisou passar por um cateterismo e o hospital [Panamericano] estava com o cateter quebrado. Foi uma novela. Primeiro, tentamos marcar o exame, ligávamos no hospital e ninguém atendia. Depois o pessoal do convênio falou que não aceitava o relatório do médico que indicou o exame. Mas o médico era credenciado deles!”, indigna-se.

Esta foi a terceira tentativa de Zilda e Fidelma, residentes em São Bernardo do Campo, na Região do ABC. Antes de recorrer a Santo Amaro, as duas tentaram o Hospital e Maternidade Mauá, fechado desde o dia 6, e o Hospital São Lucas, de Diadema, o qual informou à cliente “não estar atendendo no momento”. “Mas, nos panfletos da Samcil, diz que eles estão atendendo nessas unidades, só que você chega lá e está tudo fechado. Vou cancelar esse plano, Samcil eu não quero mais”.

Por Letícia Moreli ( Brasil 247)

 



Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 4 Comments

Samcil Planos de Saúde

Samcil Planos de Saúde, mal atendimento, descredenciamento crise financeira e agora o que fazer?

Fundada há mais de meio século em 1960 a Samcil tinha tudo para se a melhor operadora de planos de saúde do mundo chegou a ser a segunda maior do mundo em 1970 chegando a ter mais de 700 mil associados.

Mais a grande verdade é que infelizmente desde 2009 a Samcil vem passando por inúmeras dificuldades financeiras, com dívidas em torno de 70 milhões de reais, sem condições de quitação os seus hospitais vem passando por verdadeiras crises, sem condições de atendimento e sua rede credenciada cada dia que passa com menos médicos e laboratórios.

O maior prejudicado nessa historia e claro são seus associados que muitas das vezes recebem uma ligação avisando que sua consulta ou exame foi desmarcado por que a mesma não atende mais seu Plano de Saúde, muitos aposentados estão desesperados por não ver uma solução para seus problemas com a operadora de saúde Samcil, que infelizmente pelo andar da carruagem não terá uma melhora tão cedo.

A maior dúvida dos nossos amigos leitores é de como proceder para trocar o plano da Samcil para outro melhor? 

No blog  Planos de Saúde Senior, encontramos uma matéria que fala sobre Portabilidade e Compra de Carência que pode ajudar nossos leitores a entender como funciona e como proceder, também descobrimos que os associados da Samcil há mais de 2 anos, que a Prevent Senior tem Carência Zero para esses associados.

Para quem não conhece a Prevent Senior é um plano de saúde voltado especificamente para terceira idade, ela tem excelentes hospitais próprios e sua rede credenciada também é excelente valendo apena conhecer.

Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 2 Comments

Morre em São Paulo o Fundador da Samcil Planos de Saúde

Morre em São Paulo o Fundador da Samcil

samcil planos de saude 150x150 Morre em São Paulo o Fundador da Samcil Planos de SaúdeNo dia 05 de abril de 2011 o empresário e dono da marca Samcil Luiz Roberto Silveira Pinto, com isso surge uma serie de incertezas e dúvidas sobre o que vai acontecer daqui pra frente com a Samcil Planos de Saúde, que passa por uma grande crise. Há muito tempo em todas as regiões de atuações da Samcil esta havendo uma grande demanda de reclamações sobre dificuldade no atendimento, e que em muitos casos só estão tendo atendimento de urgência em suas unidades.

 São casos como o do aposentado Angelo Andreatta Gemonesi, 62 anos, que precisou pagar R$ 6.000 por uma cirurgia altamente complexa. Em outubro, ele passou por um procedimento na rede que ocasionou má cicatrização dos vasos, o que tornou indispensável uma cirurgia reparadora. “Tentamos desde então agendar um outro cirurgião para refazer a operação e corrigir o problema. Por duas vezes marcamos tudo, chegamos no hospital e tivemos de voltar para casa por falta de pagamento aos médicos. No mês passado, o Angelo teve uma hemorragia e pagamos do bolso para evitar complicações ainda maiores”, reclama a mulher do aposentado, Marilene Iglesias Oliveira.

O Procon de Santo André, cidade onde a empresa foi criada, diz que as reclamações são recorrentes, mas não houve nos últimos tempos crescimento no número de registros. Com isso, a diretora do órgão, Ana Paula Satcheki, orienta consumidores a procurar a ANS (Agência Nacional de Saúde) e a entidade para registrar qualquer problema.

“Precisamos mapear a situação, saber se houve descredenciamento de médicos e ajudar a resolver os casos prioritários. Neste momento, o melhor que o consumidor pode fazer é buscar esse apoio”, diz.

A ANS confirma que a empresa enfrenta problemas e passa por intervenção – denominada direção fiscal – desde janeiro, quando a entidade enviou um profissional para acompanhar todos os balancetes de contas do grupo. Até aqui, sabe-se que a operadora perdeu quase metade da carteira de clientes nos dois últimos anos e possui dívidas avaliadas em R$ 70 milhões.

Para tentar corrigir a situação, o grupo colocou à venda três unidades: duas em Santo André e uma em Santo Amaro, avaliadas em R$ 130 milhões.

Mesmo com o fantasma da falência batendo à porta, a rede explica em nota que “A Samcil continua executando seu projeto de recuperação financeira com a venda de ativos e não procede a informação de falta de assistência aos associados. A empresa tem procuradores que dão continuidade nos processos de atendimento. “

Silveira Pinto morreu anteontem aos 74 anos. Seu sucessor ainda não foi anunciado. Com tudo isso fica a grande duvida na cabeça dos associados da Samcil sobre o que fazer pra onde recorrer, o tempo que ficou na Samcil se ele vai perder, ou se outro plano de saúde vai comprar carência, os idosos principalmente, porque a maioria dos planos de saúde não aceita associados com mais de 59 anos e quando aceita ainda tem que passar por carência, fora os valores que são muito alto.

Por isso fica a grande pergunta o que fará os associados que fazem parte da carteira de cliente da Samcil Planos de Saúde?

Posted in Uncategorized | Tagged , , , , , , , , , , , , , | 4 Comments